PMDB pede impugnação de Imbassahy e Neto

18 07 2008

A disputa pela prefeitura de Salvador, iniciada oficialmente no último dia 6, vinha transcorrendo num clima de tranqüilidade entre os candidatos. Contudo, depois da segunda semana de campanha, os candidatos já começam a se estranhar. As primeiras arestas surgiram a partir da cobertura de alguns órgãos de comunicação. Segundo representantes do PMDB, tanto a TV Bahia quanto a Itapoan estariam favorecendo o candidato do Democratas, o deputado federal ACM Neto.
  Segundo o presidente do PMDB, Lúcio Vieira Lima, a assessoria jurídica do partido já tem praticamente concluídas duas representações a serem encaminhadas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), solicitando a impugnação das candidaturas do tucano Antônio Imbassahy e do democrata ACM Neto. Lúcio Vieira acusa Imbassahy de ter praticado crime eleitoral ao usar o programa que apresentava na Rádio Piatã FM para fazer propaganda antecipada. Sobre Neto, a queixa diz respeito a uma entrevista que o apresentador Raimundo Varela teria dado a uma rádio comunitária para pedir voto para o democrata, também contrariando a legislação eleitoral.
  O ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), principal articulador da reeleição do prefeito João Henrique (PMDB), também já protestou contra a cobertura que a TV Bahia vem fazendo sobre as eleições de Salvador. Segundo Geddel, “a cobertura está sendo feita com parcialidade” e por isso ele promete conversar com a direção nacional da Rede Globo, a quem a TV é afiliada. Respondendo às provocações do ministro Geddel, o coordenador da campanha de ACM Neto, Luiz Carreira, disse ontem que a candidatura do democrata não irá utilizar qualquer emissora de televisão com fins eleitorais, salve no programa eleitoral gratuito, que começa em agosto. “ACM Neto, e seu vice, deputado Márcio Marinho (PR), e o radialista Raimundo Varela (PRB) conhecem a legislação eleitoral e não irão cometer qualquer abuso”, disse.
  Além do ministro Geddel, que protesta contra a TV Bahia, o líder do governo na Câmara Municipal, Sandoval Guimarães, também vê exagero na cobertura da TV afiliada da Globo, classificando a cobertura de “parcial”, mas acrescenta na lista de protesto a TV Itapoan. “Como é que um apresentador pode apoiar outra candidatura explicitamente e depois querer criticar outro candidato?”, questionou Sandoval, referindo-se ao apresentador Raimundo Varela, da Record. “Varela queria ser o vice de Imbassahy, mas foi cortado pelo seu partido. Como estava sem rumo, caiu nos braços de Neto”, provocou. “Neto é o único candidato a prefeito que tem dois vices. Todas as fotos tem um rosto de um ao lado do outro”, concluiu.(Por Evandro Matos
)

 


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: